Higiene e segurança alimentar

 Apesar de não estar comprovado cientificamente que possa ocorrer contágio por COVID-19 através dos alimentos é importante garantir as condições de preparação e confeção adequadas. O meio ambiente e as superfícies que entram em contacto com os alimentos são importantes e devem ser convenientemente higienizados para evitar que os microrganismos se multipliquem e ponham em risco a saúde humana. 

Para lavar e desinfetar adequadamente os legumes e as frutas, são recomendados os seguintes passos

1. Retirar as partes deterioradas; 
2. Lave os legumes e frutas um a um (ou folha a folha) em água corrente; 
3. Medir 2L de água e colocar num recipiente limpo; 
4. Adicionar duas colheres de sopa de lixívia (hipoclorito de sódio 2-2,5%); 
5. Submergir os hortofrutícolas na solução e deixar repousar por 15 minutos; 
6. Enxaguar bem, com água abundante, todas as folhas, legumes e frutas; 
7. Retirar o excesso de água, usando um escorredor. 

Além da lavagem e desinfeção dos hortofrutícolas, a Nutrialma® também recomenda: 

– lavar bem as mãos antes de iniciar qualquer preparação ou confeção; 
– desinfetar todas as embalagens alimentares antes da abertura; 
– respeitar os prazos de validade dos produtos; 
– escolher os alimentos e descartar os que possam ter apodrecido; 
– não utilizar os mesmos utensílios (como, por exemplo, facas) para alimentos diferentes; 
– separar os alimentos crus dos alimentos cozinhados; 
– consumir os alimentos logo após a confeção, para evitar que ocorra contaminação; 
– guardar as sobras da refeição no frigorífico, num recipiente bem fechado. Estas devem ser consumidas o mais rapidamente possível, no prazo máximo de 3 dias. 

Referências: 

  • Programa Nacional para a Promoção da Alimentação Saudável e Direção Geral da Saúde, março 2020. Alimentação e COVID-19. 
  • Organização Mundial de Saúde, 2006. Cinco chaves para uma alimentação mais segura. 

Comentários

mood_bad
  • Ainda não há comentários.
  • Adicione um Comentário