Prevenção de Quedas em Idosos | O papel da Fisioterapia

Qualquer pessoa de qualquer idade pode sofrer uma queda, embora a probabilidade seja acrescida em pessoas mais idosas. Existem, no entanto, várias formas de reduzir as chances de ocorrência de quedas em idosos.

Pessoas mais idosas correm um maior risco de cair, sendo vários factores associados:

  • Perda de massa muscular.
  • Dificuldades motoras e de equilíbrio.
  • Problemas de visão ou cognitivos.
  • Uso de medicação que possa afectar o equilíbrio (sedativos, antidepressivos).
  • Riscos domésticos (tapetes, degraus, corrimões, etc) ou calçado inapropriado.
  • Falta de exercício físico.
  • Doenças diversas.

Os fisioterapeutas desempenham um papel importantíssimo na prevenção de quedas em idosos, tanto fornecendo uma base de prevenção de certas lesões que podem vir a limitar a capacidade do idoso, como ajudando a lidar com o risco de quedas.

Antes de mais, um fisioterapeuta começa por avaliar o histórico médico do idoso para que possa determinar a sua condição física geral. Elaborar um plano de exercício físico personalizado e trabalhar o “medo de cair” é o segundo passo, tendo sempre como principal objectivo o “melhorar a condição física num todo”.

O plano de trabalho passa, então, por:

  • Reforço muscular – Os músculos exercitados e activos, especialmente os dos membros inferiores e alguns do tronco, ajudam tanto a melhorar a coordenação motora como a capacidade de resposta, mesmo quando ocorre uma perda de equilíbrio.
  • Equilíbrio e tempo de reacção – O tempo de reacção e o equilíbrio são inversamente proporcionais, pelo que um fisioterapeuta é capaz de identificar quais as reacções de equilíbrio que precisam de ser trabalhadas, melhorando assim o tempo de reacção.
  • Flexibilidade – É crucial trabalhar a flexibilidade pois mesmo com uma boa capacidade de reacção, força e equilíbrio, a falta de flexibilidade faz aumentar a probabilidade de queda.
  • Resistência – Um fisioterapeuta pode identificar facilmente possíveis factores de risco, traçando um plano de exercício personalizado com base na aptidão individual do idoso, fazendo progredir esse plano de acordo com a evolução do idoso.
  • “Manutenção da dor” – A fisioterapia oferece recursos e meios para reduzir ou até mesmo eliminar certas dores. O “alívio da dor” acaba por desempenhar um papel crucial na diminuição do risco de queda de idosos.
  • Rotina diária – Treinar actividades do dia-a-dia como sentar, levantar, agachar, etc, ajuda a reduzir o risco de queda, pelo que trabalhá-las durante as sessões de fisioterapia torna-se importante.

“Em suma, idosos activos caem menos. O treino do equilíbrio, força, flexibilidade e resistência ajudam bastante no que respeita à prevenção de quedas, pelo que a fisioterapia poderá desempenhar um papel importante em todas estas vertentes!

Procura Residências Sénior que disponibilizem Serviços de Fisioterapia?

Entre em contacto connosco submetendo o seu pedido (AQUI) ou contacte-nos através do 919992898 ou geral@lusosenior.com.

Fonte: https://patient.info/

Comentários

mood_bad
  • Ainda não há comentários.
  • Adicione um Comentário